A pesca esportiva é mais do que um simples passatempo no Brasil; é um fenômeno econômico e cultural. Como o segundo esporte mais praticado no país, atrás apenas do futebol, este setor não apenas apaixona milhões, mas também é uma fonte vital de emprego e renda.

Gilberto Ismanioto, um competente repórter do Grupo Bandeirantes de Comunicação, nos leva numa jornada ao coração deste esporte com a sua reportagem detalhada e envolvente.

O cenário escolhido foi o Parque Maeda, no interior de São Paulo, um verdadeiro oásis para os amantes da pesca, que atrai mais de 30 mil pessoas por mês.

O aspecto sustentável da pesca esportiva é uma das suas características mais louváveis. Praticada com o método de “pegar e soltar”, garante que a aventura de hoje possa ser vivida novamente amanhã, preservando a vida aquática para as gerações futuras. Este método não só respeita o ecossistema, como também mantém o equilíbrio das espécies nos habitats naturais.

Economicamente, o impacto da pesca esportiva é profundo. Com mais de 270 mil empregos diretos e indiretos gerados e uma cadeia produtiva que ultrapassa os 17 bilhões de reais por ano, a pesca esportiva se estabelece como um pilar para muitas comunidades, especialmente em locais remotos como o Pantanal e a Amazônia.

A inclusão também é uma marca desse esporte, com um número crescente de mulheres participando e demonstrando que a pesca esportiva é um espaço para todos. O interesse internacional é crescente, e o Brasil, com sua vasta biodiversidade e paisagens aquáticas deslumbrantes, está perfeitamente posicionado para ser um destino global de pesca esportiva.

Esta visão da pesca esportiva, tão vividamente capturada por Gilberto Ismanioto, não só celebra as conquistas atuais, mas também aponta para um futuro brilhante e sustentável.

A pergunta que Joel Datena, o apresentador, deixa no ar — “Dá para a gente dizer, sem nenhum problema, que o Brasil é o melhor país do mundo para se pescar?” — parece encontrar um eco positivo em cada linha da reportagem e em cada lançamento de linha nas águas brasileiras.

Fonte: https://youtu.be/uLixyU95jj4?si=9UlrbSdO9q-Kaogm

Share.

Pescador amador e entusiasta, nutre uma paixão profunda pelo Rio Araguaia, onde mantém uma residência na encantadora região de Itacaiú Britânia, em Goiás, Brasil.